Home · Baú do Jordão · Camargo Freire  · Campos do Jordão

Crônicas e Contos · Culinária  ·  Fotos Atuais · Fotos da Semana

  Fotografias · Hinos · Homenagens · Papéis de Parede · Poesias/Poemas 

PPS - Power Point · Quem Sou  · Símbolos Nacionais · Vídeos · Contato

 

Fotografias Semanais que contam a
 história de Campos do Jordão.

de 09/09 a 15/09/2010

 

 

Arquitetura - Prédio da Antiga Casa Ferraz


Prédio onde esteve estabelecida a antiga “Casa Ferraz” do Sr. Carvalho e, posteriormente, a Cooperativa de Consumo de Campos do Jordão, entre as décadas de 1940 e 1960. Esse prédio estava situado ao lado da nossa Praça da Bandeira, jardim de Vila Abernéssia, ao lado do atual Fórum “Embaixador José Carlos de Macedo Soares”, no terreno em frente ao atual Gazebo Municipal.

 

 

 

Artes Plasticas - Quadro do Pintor Carlos Barreto


Quadro da autoria do grande artista plástico Carlos Barreto, pintor de grande fama que morou em Campos do Jordão durante as décadas de 1940 e 1950, à procura da cura para a tuberculose. Esse quadro retrata na parte de baixo, a famosa Casa Branca, de propriedade do Sr. João Gonçalves e da benemérita D. Baby Gonçalves, situada no caminho da outrora famosa Fonte Renato. Na parte alta, a famosa casa que pertenceu à grande pianista de fama internacional Magdalena Tagliaferro. Essa casa, posteriormente, foi adquirida pelo Dr. Adhemar Pereira de Barros e Dona Leonor Mendes de Barros.

 

 

 

E.F.C.J. - Gôndola G-1 da Estrada de Ferro Campos do Jordão


Foto da famosa gôndola G- 1 pertencente à Estrada de Ferro Campos do Jordão, sendo desembarcada no pátio da Ferrovia, em Pindamonhangaba, na década de 1940.

 

 

 

Escolas - Prédio da Escola Dr. Domingos Jaguaribe


O famoso Grupo Escolar Dr. Domingos Jaguaribe, situado na Vila Jaguaribe, em dia de festividade, no final a década de 1930. O prédio, felizmente, está praticamente intacto e guarda todas suas principais características. No ano de 2010 foi devidamente tombado pelo Patrimônio Histórico~do Município de Campos do Jordão.

 

 

 

Esportes - Dínamo Esporte Clube


Foto da década do final da década de 1950 mostrando o grande amigo e esportista Alexandre Aboud que, na época, era dono e organizador do famoso Dínamo Esporte Clube, especializado em Futebol de Salão que, deu muitas glórias ao esporte Jordanense. Na foto, da esquerda para a direita, na antiga quadra de cimento que existia no mesmo local onde hoje está sediado o nosso Ginásio Municipal de Esportes “Armando Ladeira” : Márcio Chaves de Andrade, filho do saudoso Condelac Chaves de Andrade, Marcos Miraveti Franco, filho do amigo Joaquim Franco, Carlos Eduardo Mesquita, o famoso Dedinho, meu querido primo, filho da Tia Idalina, Wagner, filho do Sr. Geraldinho, proprietário de açougue em Vila Jaguaribe por vários anos, Alexandre Aboud, posteriormente mais conhecido como Professor Aboud. E Márcio Carletti, filho do saudoso Amadeu Carletti Junior, Gerente da INCOS - Companhia Industrial e Comercial de Campos do Jordão, famosa empresa do comércio de materiais de Construção.

 

 

 

Festividades - Banda Municipal "Sebastião Gomes Leitão"


A Saudosa Banda Municipal Sebastião Gomes Leitão, na década de 1980, em frente ao atual Espaço Cultural Dr João Pedro Além, quando era organizada e conduzida pelo competente Maestro Rui Osses.

 

 

 

Históricas - Prédio da Incos de Vila Jaguaribe


Prédio da antiga e saudosa INCOS - Companhia Industrial e Comercial de Campos do Jordão, situado em Vila Jaguaribe, bem em frente à Casa de Couros do Luiz Manoel.

 

 

 

Paisagens - Vila Abernéssia - Década 1940


Linda vista panorâmica de Vila Abernéssia, na década de 1940, mostrando à esquerda o prédio do saudoso Cine Glória, atualmente Espaço Cultural Dr. Além, o prédio onde esteve estabelecido por muitas décadas a Prefeitura Municipal de Campos do Jordão e ao centro, o prédio do famoso e saudoso Cyne Jandyra, o primeiro cinema de Campos do Jordão, situado no local onde hoje estão sediados vários comércios, dentre eles a Papelaria Aquarela.

 

 

 

Personalidades - Dona Leonor Mendes de Barros, a benemérita


- Dona Leonor Mendes de Barros, a grande benfeitora dos pobres e menos favorecidos pela sorte, em foto do no de 1964. Dona Leonor foi casada com o grande político e benfeitor de Campos do Jordão Dr.Adhemar de Barros. Ele foi Governador do Estado de São Paulo e foi o idealizador do nosso famoso Palácio Boa Vista.

 

 

 

Pessoas - Paulo Gracie e a Farmácia Emílio Ribas


Paulo Gracie, antigo morador de Campos do Jordão que veio para cá em busca da cura para a tuberculose. Posteriormente, durante as décadas de 1940 e 1950 foi fundador e proprietário da famosa Farmácia Emílio Ribas, situada no Bairro de Vila Capivari.

 

 

 

Politica - Vereadores da Legislatura 1964


Vereadores da Câmara Municipal de Campos do Jordão, da legislatura 1964. Na foto, da esquerda para a direita, sentados : Amadeu Carletti Junior, Benedito Severiano Barbosa, Prefeito Municipal Dr. José Antonio Padovan, Pedro Paulo Filho, Presidente da Câmara, Tarcísio Coutinho e Arakaki Masakasu - Vice-Prefeito. Em pé: Joaquim Corrêa Cintra, Álvaro José Francisco, Jesus de Carvalho, Armênio Soares Pereira e Miguel Lopes de Pina.

 

 

 

Flora e Fauna - Gralha azul, onde você está ?


A FAMOSA GRALHA AZUL - Outrora, em quantidade bastante significativa, a gralha azul habitou esta região de Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira. Com sua voz desagradável, gritou e grasnou em seus vôos e em cima dos nossos pinheiros, até início da década de 1950. Desapareceu completamente, sem explicação. Talvez, esperamos, tenha migrado para regiões mais promissoras, favoráveis à preservação da sua espécie.

É uma ave passeriforme da família dos corvídeos (Cyanocorax cayanus), de coloração geral azul vivo e preto na cabeça, na parte frontal do pescoço e na superior do peito. Machos e fêmeas tem a mesma plumagem e aparência embora as fêmeas em geral sejam menores. Seu habitat são as florestas de araucárias do sul do Brasil (São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Tornou-se particularmente famosa no Paraná. Por força da dieta composta de insetos, frutos e pequenos invertebrados esta ave não tem dependência restrita dessas florestas.

As gralhas azuis são aves muito inteligentes só suplantadas pelos psitacídeos. Sua comunicação, bastante complexa, consta de pelo menos 14 termos vocais (gritos) bem distintos e significantes. Gregárias, as gralhas azuis formam bandos de 4 a 15 indivíduos hierarquicamente bem organizados, inclusive com divisão de clãs, bandos estes que se mantêm estáveis por até duas gerações.

No período reprodutivo que se inicia em outubro e se prolonga até março, todos os indivíduos colaboram na construção de ninhos nas partes mais altas das mais altas árvores, preferencialmente na coroa central da araucária, quando lá existente. No ninho feito de gravetos, de cerca de 50 cm de diâmetro, em forma de taça, são postos 4 ovos, em média.

A gralha azul é o principal animal disseminador da araucária uma vez que, durante outono, quando as araucárias frutificam, bandos de gralhas laboriosamente estocam os pinhões para deles se alimentar posteriormente.

É uma ave previdente e esperta. Depois de alimentar-se, descascando os pinhões para comer a polpa nutritiva, enterra certa quantidade deles, encravando-os fortemente no solo ou em troncos caídos no solo, já em processo de putrefação, ou mesmo nas partes aéreas de raízes nas mesmas condições para serem comidos mais tarde. Algumas gralhas morrem, outras esquecem onde enterram os pinhões, que acabam por germinar, produzindo novas árvores e até grandes pinheirais.

Durante muito tempo, não se soube explicar como os pinheiros apareciam em grupo, em pontos afastados, sem que ninguém plantasse. Hoje, já sabemos que esse reflorestamento é obra da gralha azul.

É interessante observar como a gralha azul tira a cabeça da semente do pinhão, antes de enterrá-la, para evitar que apodreça ao contato com a terra. A extremidade mais fina é colocada para cima, o que favorece o desenvolvimento do broto.

Todas essas coisas fizeram nascer a lenda, de que a gralha azul é um pássaro, criado para proteger os pinhais. As espingardas dos caçadores, por este motivo, negam fogo, ou explodem, sem atirar, quando apontadas para esses maravilhosos animais.

Fontes: Texto composto - Edmundo Ferreira da Rocha, Wikipédia - A Enciclopédia Livre e Corina Maria Peixoto Ruiz - Didática do Folclore, Editora Arco-Iris -1995.

 

 

 

Famílias - Família Rocha


Família Rocha - Foto tirada em abril de 1910, portanto, há CEM ANOS. A foto mostra: Em pé : Joaquim Ferreira da Rocha ( 25.03.1870-05/03/1951), o Patriarca da família e uma prima que não conseguimos saber o nome.

Sentados, da esquerda para a direita, os 07 (sete) primeiros filhos, da família de 14 (quatorze) filhos : Luiz Ferreira da Rocha, o mais velho (21.03.1898-1980), Deolinda Ferreira da Rocha, depois Rocha Poli e Rocha Clozel ( 04/06/1904- 15/03/1964), Maria Ferreira da Rocha, a Cotinha (02/01/1908 - 07/05/1932), Maria Güttler Rocha, a Matriarca da Família (29/11/1877 - 25/09/1959), Palmyra Ferreira da Rocha, a bebezinho da foto, depois Rocha Camargo (22/01/1910 - ), felizmente ainda está viva. Este ano, completou seu centenário de nascimento, Joaquim Ferreira da Rocha Filho, o Quinzola (09/03/1906 - ?), Izabel Ferreira da Rocha, depois, Rocha Pinheiro (16/04/1900 - 01/02/1989) e João Ferreira da Rocha (06/06/1902 - 14/06/1955).

 

 

 

Energia Elétrica - Companhia Sul Mineira de Eletricidade


Caminhão carregando de postes da CSME - Companhia Sul Mineira de Eletricidade, a segunda Companhia de eletricidade responsável pela geração e distribuição de energia elétrica para a cidade de Campos do Jordão, desde o ano de 1940 até o ano de 1966. Infelizmente não conseguimos identificar qualquer das pessoas que estão sobre o caminhão.

 

 

 

Sanatórios e Pensões - Sanatório Sírio


Prédio do antigo Sanatório Sírio de Campos do Jordão, na década de 1950. No local, atualmente, está estabelecida a UNIVAP - Universidade do Vale do Paraíba. O Sanatório pertencia à Associação do Sanatório Sírio de São Paulo. Essa benemérita Associação mantém em São Paulo, um dos mais modernos e bem equipados hospitais da América Latina, O Hospital do Coração.

 

 

 

Hotéis - Grande Hotel de Campos do Jordão


Foto do maravilhoso e saudoso prédio do Grande Hotel de Campos do Jordão, de muitas histórias inesquecíveis e gratificantes, orgulho da classe hoteleira de Campos do Jordão desde o ano de 1944 até o ano de 1978. Atualmente, totalmente remodelado, com o nome de Grande Hotel SENAC de Campos do Jordão é um dos mais bem equipados e suntuosos da Cidade, pertencente ao Serviço Nacional do Comércio.

 

 

 

Transportes - Ônibus Empresa São Paulo- Campos do Jordão


Ônibus da Empresa - Viação São Paulo Campos do Jordão, pertencente ao saudoso Sr. Antonio de Oliveira Pires. Esses ônibus faziam, diariamente, linha regular entre Campos do Jordão a São Paulo e vice-versa, durante as décadas de 1940 e início da década de 1950.

 

 

Veja fotografias publicadas em outras semanas clicando aqui.

 

Voltar

 

- Campos do Jordão Cultura -