Home · Baú do Jordão · Camargo Freire  · Campos do Jordão

Crônicas e Contos · Culinária  ·  Fotos Atuais · Fotos da Semana

  Fotografias · Hinos · Homenagens · Papéis de Parede · Poesias/Poemas 

PPS - Power Point · Quem Sou  · Símbolos Nacionais · Vídeos · Contato

 

Fotografias Semanais que contam a
 história de Campos do Jordão.

de 04/02 a 10/02/2011

 

 

Artes Plasticas - Lindo quadro - PATOS


Lindo quadro a óleo mostrando uma tranqüila e bela paisagem aquática Esse quadro, denominado “PATOS”, é da autoria da autoria da artista plástica Cecília Prata Rocha Sansígolo, que se destaca no cenário artístico de Campos do Jordão. Já participou de diversas exposições, juntamente com artistas de nomes relevantes da cidade que, sempre, procuram difundir e elevar essa nobre arte para fora de nossos limites territoriais.

 

 

 

Politica - Câmara Municipal - década 1970


Reunião da Câmara Municipal de Campos do Jordão, no início da década de 1970.

Na foto, da esquerda para a direita: Vereadora Carmem Astolfi, Dr. Augusto Ângelo Pereira Basile, Promotor Público de Campos do Jordão, Dr. José Antonio Padovan, Prefeito Municipal, Benedito Severiano Barbosa, o conhecido Batatais, Presidente da Câmara Municipal, Dr. Ricardo Antonio Arcoverde Credie, Juiz de Direito da Comarca de Campos do Jordão, Deputado Estadual Ricardo Izar, Ver. Frei Paulo Rebein - OFM - Vigário da Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus.

 

 

 

Energia Elétrica - CESP - Reunião 1992


Reunião da CESP - Companhia Energética de Campos do Jordão quando da visita do Diretor de Distribuição Dr. Cláudio Guedes, no ano de 1992, no COD - Centro de Operações da Distribuição, localizado na antiga Usina Evangelina Jordão, no tradicional Bairro da Usina, proximidades da Vila Abernéssia.

Na foto, da esquerda para a direita:Engenheiro Eletricista Wilson Pinto Ferreira Junior, da CESP - São Paulo, Engenheiro Eletricista José Francisco Alves Pinto, Gerente do Distrito de Campos do Jordão, Carlos do Espírito Santo, da Seção Técnica, Engenheiro Eletricista Luiz Carlos Mendes, Chefe da Seção Técnica do Distrito, José Luiz Alves da Silva, da Seção Administrativa, José Egnaldo Mendes Leal, Gerente Local da CESP em Bananal, Roberto Luiz Beckmann, da Seção Comercial do Distrito de Campos do Jordão.

 

 

 

Festividades - Fanfarra do CEENE - 1953


A pequena e saudosa Fanfarra do EENE - Colégio e Escola Normal Estadual de Campos do Jordão, no ano de 1953, em frente a Estação de Vila Abernéssia, da Estrada de Ferro Campos do Jordão.

Na foto, da esquerda para a direita: Gerson Yoshinobu Takayama, José Roberto Damas Cintra, José Mariano Pontes Junior, Juvenal Rocha Pinheiro, o Daval, José Marcos Martins, o Marcão, José Ariosto Barbosa de Souza Junior, Julio Vaz Ribeiro e dois não identificados.

 

 

 

Famílias - Família Cintra - Restaurante Elite


Foto histórica da Família Cintra, no famoso e tradicional Restaurante Elite, na década de 1960.

Na foto, da esquerda para a direita: Daniel Corrêa Cintra, Pedro Corrêa Cintra, Pedro Advíncula Ribeiro Lopes, José Corrêa Cintra, o popular Zezinho Cintra, Sebastião Corrêa Cintra, Ângelo Corrêa Sobrinho, o popular Zico Cintra, Jonas Corrêa Cintra, José Roberto Damas Cintra e Aristides Corrêa Cintra.

Via de regra, era comum os irmãos Cintra e amigos, se reunirem no interior do Bar e Restaurante Elite, de propriedade dos irmãos Joaquim, Aristides e Daniel, nos finais de tarde e início de noites, para agradáveis encontros musicais. Pedro e Sebastião, exímios violonistas, acompanhados de outros músicos, no caso o Pedro Advíncula, também ao violão, executavam maravilhosas musicas do cancioneiro popular brasileiro, enquanto os irmãos Daniel e Zico, brindavam os inúmeros freqüentadores, cantando de maneira magistral, essas obras primas da nossa música.

O Restaurante Elite não mais existe. Em substituição, os irmãos Cintra, montaram no prédio existente na Rua ao lado, o tradicional Bar e Restaurante Senadinho, que continua mantendo esses maravilhosos e inesquecíveis encontros musicais. Claro, com muitos e novos protagonistas e participantes, automaticamente renovados, pois, dos originais, somente o Daniel Cintra, continua, com sua voz maravilhosa e possante, tomando conta de todo o espaço, para felicidade dos assíduos freqüentadores e turistas que costumeiramente freqüentam o local.

 

 

 

E.F.C.J. - Estação da EFCJ de Pindamonhangaba


O tradicional Bonde B-4 e uma Classinha, na década de 1950, na antiga Estação da Estrada de Ferro Campos do Jordão, na cidade de Pindamonhangaba.

Esse bonde fazia o percurso normal entre as cidades de Pindamonhangaba e Campos do Jordão e vice-versa, transportando passageiros diversos e turistas, revezando-se com outros Bondes, nos quatro horários diários, fazendo os cruzamentos no alto da Serra, na Estação de Eugênio Lefèvre, no Município de Santo Antonio do Pinhal.

As classinhas, rebocadas pelos Bondes de carreira, faziam somente o trajeto entre Pindamonhangaba e Piracuama e eram utilizadas para o transporte de passageiros que residiam ao longo desse percurso.

 

 

 

Famílias - Família Joaquim C. Cintra


A respeitada e importante Família do Sr. Joaquim Corrêa Cintra.

Na foto, do ano de 1942, o Sr. Joaquim Corrêa Cintra tendo ao colo o filho José Roberto Damas Cintra. Ao seu lado direito, a esposa Sra. Noêmia Damas Cintra e ao esquerdo os sogros, Pais da Sra. Noêmia, Antonio de Oliveira Damas e Maria de Freitas Damas.

 

 

 

Festividades - Carnaval - década de 1960


Animados Carnavalescos da década de 1960.

A foto, no tradicional, conceituado e animado Abernéssia Futebol Clube, durante as festividades de um Carnaval da década de 1960. Animados foliões curtiam de maneira exemplar e divertiam-se com tranqüilidade e prazer.

Na foto, da esquerda para a direita Céris Ignes Soares Pereira, Ney Zimilowsky, Célia Helena Pereira Pinotti, Luiz Carlos Pinotti; Sra. Noêmia Damas Cintra, a nora Benedicta Vieira Pinto Cintra, o filho José Roberto Damas Cintra; Lucy Sgrillo Franco Zimilowsky.

 

 

 

Escolas - Formandos - Turma de 1956


Formandos do Grupo escolar anexo ao CEENE - Colégio e Escola Normal Estadual de Campos do Jordão - Turma de 1956.

Na primeira fileira, sentados, da esquerda para a direita: João José Peixoto Serra, Não identificado, Édison dos Santos, Não identificado, Eduardo de Paula Freitas, Mário Sant´Anna, Professor Odair, Wilson Anselmo da Silva, Márcio Carletti, Roberto Ávila e Ivo Gonçalves.

Na segunda fileira, na mesma ordem: Professora Hilda Rezende de Azevedo Carvalho, Mutumi Fukumitsu, Noely, não identificada, Heloisa Helena Pereira de Castro, Suely, não identificada, Maria Lucia Ramos Câmara, Marilena Rondon.

Na terceira Fileira, na mesma ordem:Luiz Mazaia, Hideto Miura, não identificada, Leila Farah Zaiter, Pedrina Vieira Pinto, Nazareth, Nelson Brügger, Darcy Soares de Oliveira e Professor...não identificado.

 

 

 

Históricas - Monteiro Lobato - O sobrado de Campos do Jordão


Lindo desenho mostrando o tradicional sobrado que pertenceu ao escritor Monteiro Lobato, onde morou em Campos do Jordão no final da década de 1930 e início da década de 1940, em busca da cura para a terrível tuberculose adquirida por seu filho Guilherme Monteiro Lobato. Nessa casa, posteriormente estiveram estabelecidas a Pensão de Dona Adelaide e Paulo Gracie e a Imobiliária Rondon. Essa casa estava localizada na Avenida Macedo Soares, na Vila Capivari,ao lado do atual Shopping Cadij em frente ao atual Shopping Suíço.

Abaixo os dizeres originais, inclusive, com a ortografia da época, que identificava o desenho acima, conforme publicado no livro “Campos do Jordão” da autoria de Mário de Sampaio Ferraz - 4ª Edição - 1941 - Editado pela Directoria de publicidade agrícola da Secretaria da Agricultura, Indústria e Commércio - 1941 - Página 97 - Distribuição gratuita.

“Glória a paz nas alturas”... O maravilhoso refúgio da Mantiqueira vem attraindo, para as sua lombas e valles repousantes, espíritos de elite, integrados no culto ardente da Natureza. Aqui o leitor, no clichê ao lado, o lar aprazível de um devoto e dos mais graduados: - Monteiro Lobato - discípulo e mestre, ao mesmo tempo. Ao novel e illustre “montanhez” cabe agora uma pequena tarefa: a de escrever, nas horas vagas, sobre o paraíso em que vive. Quando isso acontecer, poder-se-á annunciar a grande novidade: acaba de ser descoberta, nos altos da Serra da Mantiqueira, no Estado de São Paulo, uma nova Chanaan - os Campos do Jordão!”.

 

 

 

Festividades - Desfile - ano 1959


Desfile de sete de setembro do início do ano de 1959.

O desfile, como sempre, era realizado na pista da Av. Dr. Januário Miráglia, sentido Vila Abernéssia/Vila Jaguaribe. Essa pista, atualmente, é denominada Frei Orestes Girardi.

Na oportunidade, o desfile passava em frente ao tradicional e famoso Bar, Restaurante e Confeitaria Elite, de propriedade dos Irmãos Cintra.

Na foto, na frente: Silvio de Mesquita Salles.

Na primeira fileira, da esquerda para a direita : Mário Sant`Anna, Edmundo Ferreira da Rocha, Condelac Bueno Chaves, o Condinho e José Hajime Nodomi.

Na segunda fileira, na mesma ordem: Não identificado, Paulo Teodoro de Souza, o Paulo Coxinha, Manoel dos Reis Bastos Pozada, Benedito Sergio Lourenço.

Nas demais fileiras, com certa dificuldade para identificar, dentre outros João Augusto de Almeida Neves, Jamil Pedro Farah Zaiter, José Ubaldo Biagioni, João Costa de Oliveira, Alberto de Almeida Bernardino, Augusto Sakane, Francisco Xavier Pereira, Carlos Alberto Pereira de Castro, Kantaro Umezu, Samuel Ramos da Silva, Mário Alves Gomes, Professor Édrink Silva, de Educação Física.

 

 

 

Festividades - Fanfarra do CEENE - Década 1950


A Fanfarra do CEENE - Colégio e Escola Normal Estadual de Campos do Jordão, desfilando garbosamente na década de 1950, na Av. Dr. Januário Miráglia, proximidades da nossa Praça da Bandeira ou Jardim de Vila Abernéssia.

Dentre os componentes da Fanfarra, o que está bem ao centro é o nosso amigo José Marcos Martins, o conhecido Marcão.

Os demais, infelizmente, não consegui identificar. Ao fundo da foto o antigo prédio onde funcionou a Casa Ferraz, do Sr. Carvalho e a Cooperativa de Consumo de Campos do Jordão. Nesse local, atualmente, está sediado o Gazebo Municipal.

 

 

 

Paisagens - Vila Abernéssia - década 1940


Linda vista da entrada de Vila Abernéssia, na década de 1940, proximidades do Cristo existente antes da entrada que dá acesso ao Hotel Toriba. Bem ao centro, a casa maior que se vê é a casa pertencente ao Sr. Julio Fracalanza, um dos pioneiros de Campos do Jordão, grande incentivador da fruticultura na cidade, um de nossos maiores produtores de maçãs e pêras da década de 1950.

À esquerda da foto, a mata densa que aparece é o local onde hoje está situada a Vila Santo Antonio e o Bairro do Britador. As construções que aparecem ao pé dessa mata, eram as casinhas situadas na entrada que deu acesso ao antigo Sanatório Sírio. Apenas uma dessas casinhas, construída de madeira, existe até hoje.

 

 

 

Pessoas - Amigos para sempre


Encontro histórico de amigos. No ano 2.000, entrada do antigo Restaurante Paparazzi que existiu na Av. Dr. Victor Godinho em Vila Capivari, na oportunidade do lançamento de mais um livro da autoria do grande escritor Jordanense Dr. Pedro Paulo Filho, também, Advogado, Jornalista e historiador, o próprio, dentre Daniel Corrêa Cintra à esquerda e à direita, seu irmão Fausi Paulo, Prefeito de Campos do Jordão por dois mandatos (20/05/1979 a 31/01/1983) e ( 01/01/1989 a 31/12/1993) .

 

 

 

Personalidades - Câmara Municipal - década de 1960


Na década de 1960, na Câmara Municipal de Campos do Jordão, o Prefeito Municipal Dr. José Antonio Padovan, discursa em oportunidade comemorativa ao dia 29 de abril, aniversário da Cidade.

No Plenário da Câmara, assistem as solenidades, da esquerda para a direita, na primeira fileira: Sra. Judith de Castro Teixeira, esposa do Sr. João Alves Teixeira, Chefe do Posto Fiscal de Campos do Jordão, da Secretaria da Fazenda do estado de São Paulo, ao lado, a Sra. Elza Mansur dos Santos, esposa do Sr. Adelino faria dos Santos, três pessoas não identificadas, o Advogado Dr. Raimundo B. de Oliveira Roxo e Sr. Henry Jean Jacques Perroy.

Na segunda fileira, na mesma ordem: Vereadores Olimpio Muller e Julio da Silva.

Na terceira fileira, na mesma ordem: Vereador Agripino Lopes de Morais e Sr. Enio Pinotti.

Mais ao fundo, várias pessoas não identificadas, juntamente com Juraci Silveira Franco, Jaume Gonzalez Bouve, o conhecido Jagobo Pan, de barba, Geraldo Padovan e ao fundo Sra. Margarida Dolores de Carvalho e o Sr. José Magnotti.

 

 

 

Pessoas - Câmara Municipal - Década de 1970


No início da década de 1970, na Câmara Municipal de Campos do Jordão, reunião comemorativa do aniversário da Cidade, normalmente realizada no dia 29 de abril.

No Plenário da Câmara Municipal, na primeira fileira, da esquerda para a direita:Vereadores João Gonçalves de Morais Brum, Aristarco de Assis, Sargento da Polícia Florestal Caio Luiz De Sicco, grande agricultor e produtor de mudas de plantas em geral, Sr. Mitsuo Nodomi, Vereador Tarcísio Coutinho, Sr. José Faria Prata e Sr. Pedro Paulo.

Na segunda fileira, na mesma ordem: Vereadores Agripino Lopes de Morais, Olimpio Muller, Amadeu Carletti Junior, Anjo Kakeasi, Sr. Mário Zanetti,

Na terceira fileira, na mesma ordem: Vereador Clóvis Soares de Azevedo, não identificado, Vereador Julio da Silva, não identificado e Sr. Antonio Francisco Nogueira Junior.

Ao fundo da foto, várias pessoas não identificadas e dentre elas a Sra. Guiomar de Castro Rangel Paulo, esposa do Vereador Pedro Paulo Filho e logo atrás Frei Orestes Girardi. Encostado na parede o Sr. Nestor de Oliveira Pinto da Silva.

 

 

 

Transportes - Ônibus da Pássaro Marrom - 1952


No dia 18 de janeiro de 1952, em frente ao prédio onde esteve estabelecida a Sede da Prefeitura Municipal de Campos do Jordão, por mais de trinta anos, um ônibus da Empresa de Ônibus Pássaro Marrom, o de número 115. Na época essa Empresa era a concessionária dos transportes intermunicipais entre Campos do Jordão, Vale do Paraíba e São Paulo, esperava seus passageiros para alguma viagem que seria realizada para alguma cidade da região.

Na foto, dentre outros, da esquerda para a direita, Sr. Romeu Negreiros Mezzacappa, Presidente da C.M.E. - Comissão Municipal de Esportes, por ele dirigida com grande carinho, competência e dedicação, por vários anos, Sr. Raimundo Nagib, funcionário da Prefeitura Municipal, Sr. Antonio Augusto Conceição, Diretor Administrativo da Prefeitura, Dr. José Ariosto Barbosa de Souza, Engenheiro Chefe da Prefeitura e Sr. Joaquim e Toninho.

O prédio da foto foi construído na final da década de 1920 e pertencia à Sra. Maria Camargo, servindo como sua residência por alguns anos.Além desse prédio, ela era proprietária de muitos outros aqui em Campos do Jordão. Ficava ao lado do atual Espaço Cultural Dr. Além, em Vila Abernéssia. Antes desse prédio ser usado como Sede da Prefeitura foi utilizado por uma das primeiras Escolas da Cidade.

Lamentavelmente, esse prédio tradicional e de linda arquitetura que deveria ter sido tombado pelo nosso Patrimônio Histórico, foi demolido na calada da madrugada numa noite de sábado para domingo, no ano de 1994. Quando a maioria da população de Campos do Jordão que se preocupa com nossa história e cultura viu o que estava sendo feito com o tradicional prédio, não adiantava mais nada. A demolição já estava praticamente concluída. Nenhuma providência no sentido de embargar a demolição iria trazer o prédio de volta.

 

 

Veja fotografias publicadas em outras semanas clicando aqui.

 

Voltar

 

- Campos do Jordão Cultura -